Rolar para cima

Bibliografia Suplementar

BARRETO PAES, Francisco, “Nossa pica”. In: Ornicar digital. Disponível em:
http://wapol.org/ornicar/articles/brr0073.htm

BRODSKY, Graciela, “Um homem, uma mulher e a psicanálise”.  Latusa: O semblante e a comédia dos sexos. Revista da Escola Brasileira de Psicanálise, EBP-Rio, n.13. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2008, p. 153-170.

CALDAS, Heloisa., MURTA, Alberto e MURTA, Cláudia. (orgs.) O Feminino que acontece no corpo.Belo Horizonte: Scriptum, 2012.

CALMON, Analicea, “A significação do falo e os impasses na adolescência”. Agente, n.16, Salvador: EBP-Bahia, 2016, p. 101-106.

CAROZ, Gil, “Depois do Édipo? O que quer dizer?”. Enapol VI, 2013. Disponível em: http://www.enapol.com/pt/template.php?file=Textos/Despues-del-Edipo_Gil-Caroz.html

CERVELATTI, Carmen Silvia,O falo, entre amor e desejo”. Disponível em: https://www.encontrobrasileiro2016.org/carmensilviacervelatti

COCCOZ, Vilma.“Encantos da impotência: servidão amorosa ou docilidade mortificante?”   Mulheres de hoje. Figuras do feminino no discurso analítico. Petrópolis: KBR, 2012, p. 239-246

COSTA, Fernanda. “O falo, uma falácia”. Curinga. Belo Horizonte, Escola brasileira de Psicanálise – Seção Minas Gerais, n.44, jul/dez. 2017,p.150-157.

FALEIRO BARROSO, Suzana, “A teoria do falo no retorno a Freud”. In: Opção lacaniana, n.44, Revista Brasileira Internacional de Psicanálise. São Paulo: Eólia, p. 86-91

FERNANDEZ, Daniela, “Lisístrata: o poder da castração”. IN: Mulheres de hoje. Figuras do feminino no discurso analítico. Petrópolis: KBR, 2012, p.67-70

FUENTES, M. J. S. As mulheres e seus nomes. Belo Horizonte: Scriptum, 2012.

KAUFMANNER, Henri. Empuxo ao Trans? Algumas questões sobre o declínio do falocentrismo. Curinga. Belo Horizonte, Escola brasileira de Psicanálise – Seção Minas Gerais, n.45, abril 2017, p.70-79.

LAURENT, Éric, Gênero e gozo. Curinga. Belo Horizonte, Escola brasileira de Psicanálise – Seção Minas Gerais, n.45., dezembro 2017, p.18-33.

MATTOS, Sérgio de, “A significação do falo: notas de leitura, panorama e contrastes”.  Correio, n. 27. São Paulo: EBP, 2000, p.29-34.

NAVEAU, Pierre,” A Comédia do falo”. Curinga. Belo Horizonte, Escola brasileira de Psicanálise – Seção Minas Gerais, n.43, abril 2017, p.85-95.

RUBIÃO, Laura. “A Comédia e a diferença entre os sexos. O falo em causa” in A Ética do bem-dizer nos estudos lacanianos sobre a comédia. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

SANTIAGO, Jésus. O inconsciente e a diferença sexual: o que há de novo? Curinga. Belo Horizonte, Escola brasileira de Psicanálise – Seção Minas Gerais, n.45, dezembro 2017, p.105-116.

VIEIRA, Marcus André e REGO BARROS,Romildo do. Mães. Rio de Janeiro, Subversos, 2015.