Rolar para cima

Editorial Polifonias #09


XXII Encontro Brasileiro do Campo Freudiano - 5 de dezembro de 2018 - 0 comments

Catando prosa e poesia

Maria Silvia G. F. Hanna
(coordenação geral do XXII EBCF)

 

O XXII Encontro Brasileiro do Campo Freudiano aconteceu e deixou suas marcas!

Catando prosa e poesia é o nome que leva o último Boletim Polifonias, reunindo aqui alguns comentários de colegas sobre a experiência de ter participado do Encontro e dos Eventos Satélites.

Os leitores encontrarão textos breves e vivos, que cataram significantes e destacaram algumas letras que afetaram os participantes durante as Plenárias e as Mesas Simultâneas.

A queda do falo, o poder e o des-poder na experiência analítica e na cidade, a desordem produzida pela não negativização do falo, sua relação com o objeto a, o discurso e o sinthoma, o gozo e o gênero, o feminino e o feminismo, palavra e letra, a substituição do círculo pela elipse – são estes alguns dos significantes ouvidos que se encontram nos comentários que virão a seguir.

Encontramos em todos eles uma pergunta que insiste, dita de diversas formas: como o analista se deixa ensinar pela época em que vive e como se serve dos conceitos para orientar sua resposta seja na experiência analítica ou na polis?

Esse foi o desafio aceito por cada um que se dispôs a participar deste evento, que inovou em sua construção, introduzindo uma maior articulação entre as leituras clínicas e as plenárias, e apostou na surpresa, já que o debatedor respondeu a partir do que ouviu na hora.

Boa leitura!